Circuito de Corrida de Aventura 2016

Projeto Circuito Amazônia Aventura de Corrida de Aventura

HISTÓRICO DO PROJETO

Reconhecendo o real crescimento de praticantes de aventura na região metropolitana de Belém, seja nos passeios de pedaladas, modalidade bike, pela cidade, o qual podemos verificar praticantes em qualquer horário do dia na nossa região, seja nos rios com praticantes de canoagem, modalidade essa que vem crescente bastante também em nossa região, ou os mais atrevidos com escaladas, arvorismo, tirolesa e descidas de rapel de prédios, torres, pontes e árvores de nossa região (ambas técnicas verticais), sem esquecer é claro daqueles aventureiros de final de semana que vêm lotando nossas trilhas nos diversos Parques Ambientais e afins espalhados pelo nosso território, isso tudo nos mostra, baseado ainda nas mídias regionais, nacionais e mundiais, que a demanda está bem interessante e o momento é totalmente propício para a execução de nosso projeto. Aproveitando o conhecimento específico de cada integrante da equipe e suas vastas experiências em cada tipo de modalidade, resolvemos juntar a experiência do pessoal que encabeça as atividades de aventuras, das mais variadas possíveis dentro de nossa região, e montar uma verdadeira Tropa de Elite da Aventura. Para montar um Circuito de Corrida de Aventura para o ano de 2016. Entendemos que juntos somos mais fortes e resolvemos unir as forças para realizarmos um evento realmente jamais visto em nossa região, e temos certeza que com a ajuda de órgãos públicos e privados vamos conseguir colocar em prática o que está sendo escrito nesse projeto. Sendo assim, entendemos que um grupo de profissional altamente qualificado tem plenas condições de organizar e incentivar a prática da modalidade trabalhando a consciência ambiental e iniciando de maneira lúdica a sociedade paraense nos esportes de aventura. Pensando na educação ambiental, e em deixar registrado realmente nossa passagem em cada comunidade que levarmos o evento, e também em levar as pessoas o lúdico e a iniciação dos esportes de aventura, com objetivo único a ecologia, conservação, interação e paisagística do globo, ou seja, os participantes, além de desenvolverem trabalhos eco-pedagógicos em suas comunidades terão de vencer obstáculos, romper barreiras, tanto físicas, sociais e pessoais, utilizando dos conhecimentos culturais, familiares e de grupo para transpor as mais diversas dificuldades. A competição tentará mostrar a dinâmica natural do globo, ou seja, onde há vegetação, poderá em muito pouco tempo não haver mais, podendo ser substituída pela ação antropica e pelo trabalho direto – urbano do homem, pois com o capitalismo sem barreiras, gerando o consumismo desenfreado, a dinâmica natural é e será com certeza afetada. Os locais escolhidos não apresentarão maiores dificuldades e as equipes deverão se orientar através de bússolas, usando os pontos cardeais como suporte de localização e também as coordenadas geográficas como apoio, e conforme são encontradas as pistas, terão a missão de cumprir toda a pista, dentro de um aspecto moral, ético e responsável, pois estarão colocando em jogo o nome de sua Instituição de Ensino, enfatizando a FAMÍLIA, O ESPORTE E O MEIO AMBIENTE. Tal trabalho esta disponível no site www.amazoniaventura.com.br

APRESENTAÇÃO: O Circuito Amazônia Aventura de Corrida de Aventura será uma competição contendo três etapas a serem definidas as localidades em reunião com a organização, onde teremos em paralelo oficinas eco-pedagógicas envolvendo alunos, professores, diretores, funcionários, policiais militares, bombeiros militares, militares do Exército e demais órgãos e pessoas de organizações civis, denominado Defensores da Amazônia (natureza): para que outros possam usufluir...

 Com modalidades de Caminhada, Corrida, Técnicas Verticais, Pista de Obstáculos, Provas Surpresas e Orientação, sendo que este trabalho recebe temas específicos voltados a parte social e a natureza. Tal projeto é realizado por voluntários e os recursos recebidos são proveniente de doação e patrocínio de diversos órgãos que tem comprometimento social.

 

1. TEMA: Circuito Amazônia Aventura de Corrida de Aventura 2016.

2. OBJETIVO:

GERAL:

Através da prática esportiva de Corrida de Aventura, somada com a natureza, todos unem-se para a transformação social, ampliação da parte pedagógica e aproximação e integração da sociedade como um todo.

 

ESPECIFICO:

Incutir através de valores e virtudes para o aprendizado do meio ambiente, visando conservação, preservação e proteção, fazendo com que as pessoas percebam na natureza, suas qualidades, seus benefícios, os meios bióticos (vida) e abióticos ( relevo, clima, tempo, vegetação, etc), ou seja, como a biodiversidade lhe proporciona aspectos intelectuais, emocionais e físicos, e como ela depende de nós e nós dela, usando como ferramenta para isso a Corrida de Aventura.

 

3. JUSTIFICATIVA:

Com a crescente demanda de pessoas simpatizantes por atividades de aventura na região metropolitana de Belém, resolvemos montar um circuito anual de Corrida de Aventura com iniciação em esportes de aventura, acompanhando as tendências nacionais e mundiais, numa das modalidades que mais cresce no mundo atualmente, visando ganhar credibilidade nacional, para quem sabe lá na frente trazermos grandes eventos nacionais e mundiais para nossa região, aliado a conscientização ambiental e envolvendo a sociedade como um todo no projeto através de oficinas eco pedagógicas para iniciação de esportes de aventura, tanto para crianças como para adultos, criando assim uma maior visibilidade do evento e uma educação ambiental de proteção a natureza tanto pelos mais jovens que irão ter contato de maneira lúdica e divertida com a natureza e poderão se lembrar disso na sua fase adulta e retransmitir a suas crianças, como os adultos que poderão estar talvez muitos pela primeira vez usando a natureza de forma lúdica e divertida e retransmitir os conhecimentos além de suas crianças, mas nos seus trabalhos e seus afazeres pessoais, de forma que conseguiremos criar um ciclo de educação e reeducação ambiental.

 

Tendo como metas:

- Trabalho de construção de valores, por meio do ensino moral;

- Despertar a consciência ecológica, por meio da atividade física;

- Aprendizado do meio ambiente, por meio da geografia;

- Desenvolver disseminadores do projeto com consciência individual e coletiva.

 

4. DESCRIÇÃO DETALHADA DO PROJETO

O Circuito de Corrida de Aventura 2016 será composto por três Etapas, sendo ofertado para até trinta e cinco equipes por etapa, onde as equipes de corrida de aventura serão compostas por quatro participantes, sendo obrigatório um sexo oposto na equipe, isso totalizando aproximadamente cento e quarenta pessoas participantes e cerca de trinta pessoas trabalhando na organização do evento, mais cerca de mil pessoas participante indiretamente como ouvintes ou plateia em geral propriamente dita por Etapa. E ainda teremos cerca de quinhentas pessoas participando do projeto “Defensores da Amazônia: por um mundo melhor”, que serão estudantes e professores com trezentas vagas ofertadas e público adulto da sociedade com duzentas vagas ofertadas, para as oficinas de iniciação de esportes de aventura que iremos desenvolver em cada etapa executada dentro da comunidade onde acontecerão os eventos, trabalhando assim a educação ambiental, como proposto no início do projeto. Assim, o projeto será realizado da seguinte forma:

Etapa

Localidade

Mês

Dia

1

Terra do Meio / Alça Viária

Junho

10, 11 e 12

2

Hotel Paraíso / Mosqueiro

Agosto

12, 13 e 14

3

Olho`Água / Benfica

Outubro

14, 15 e 16

 

CORRIDA DE AVENTURA

É um esporte no qual participam pessoas de ambos os sexo, dispostos em grupos, com o objetivo de cumprir as tarefas determinadas no menor tempo possível. A grande diferença do esporte é mesmo a variedade de terrenos e locais do percurso. O Esporte exige muito preparo físico e psicológico, além de grande senso de grupo. Quem se arrisca no esporte esta ciente de que ira enfrentar muitas dificuldades e imprevistos. As primeiras provas do esporte aconteceram na Nova Zelândia ( Ver DVD – Adventure Race ou Corrida de Aventura, disponível nas locadoras), na década de 80. De lá para cá o crescimento foi grande e hoje existem praticantes e provas em todos os cantos do mundo. Qual trilha seguir? Quanto levar de comida, o tempo reservado para dormir ou descansar por etapa? Em uma Corrida de Aventura, cada decisão não é apenas uma opinião pessoal, mas sim um consenso determinado por um grupo, em geral, de quatro pessoas. Por isso, o primeiro e um dos mais importantes passos quando se opta por participar desse tipo de competição é montar uma equipe coesa e equilibrada. A confiança e a colaboração entre todos os membros que integrarão esse time é fundamental. Assim como o reconhecimento das ambições e objetivos de pessoas que alcançarão resultados baseados no coletivo, e não no individual.

 

CORRIDA DE ORIENTAÇÃO

Modalidade desportiva que envolve corrida e raciocínio, ou seja CORRER PENSANDO ou PENSAR CORRENDO. No Brasil, trazida nos anos 70 pelos militares. Disputada nas modalidades de : ESQUI, MOUNTAIN BIKE, DE PRECISÃO (pessoas portadoras de necessidades especiais), PEDESTRE. Pode participar a prova, passando pelos pontos de controle (PCs), na ordem correta e no menor tempo possível .O Itinerário fica por a critério do atleta na interpretação do mapa. O ponto de controle é identificado por um PRISMA Laranja e Branco

 

TREKKING ( Caminhada)

Ainda que pareça simples, esta atividade requer alguns cuidados e demanda algumas técnicas, principalmente de orientação. Busque , antes da aventura , o Maximo possível de informações sobre o lugar, conhecer o tamanho da trilha, o tempo médio que se leva para percorrê-la, as dificuldades, escolha botas ou tênis confortáveis, carregue água e alimentos. Enfim nunca vá sozinho para praticar Treking, procure um grupo que tenha no mínimo três pessoas.

4.2. PLANEJAMENTO

- CRONOGRAMA

Dados

Mês

Idéia do tema e reunião da equipe

Janeiro

Desenvolvimento do projeto teórico. Marketing

Fevereiro

Planejamento das etapas nas respectivas localidades, busca de patrocínios e captação de recursos e materiais necessários para as etapas. Oficinas de Navegação terrestre, manutenção de bike, Técnicas Verticais, Leitura de planílias e Canoagem. Marketing, contato com emissoras de rádios, televisão, jornais, revistas, tudo em publicidade. Contatos com autoridades locais e autorizações necessárias para os eventos

Março

Etapa da Terra do Meio. Oficina de iniciação de Esportes de Aventura com a comunidade. Avaliação das ações e relatório de aprendizagem. Marketing, mídia, foto/filmagem, reportagens

Junho

Planejamento, organização de pessoal e material. Oficinas de Navegação terrestre, manutenção de bike, Técnicas Verticais, Leitura de planílias e Canoagem. Marketing, contato com emissoras de rádios, televisão, jornais, revistas, tudo em publicidade. Contatos com autoridades locais e autorizações necessárias para os eventos

Julho

Etapa do Hotel Paraíso em Mosqueiro. Oficina de iniciação de Esportes de Aventura com a comunidade. Avaliação das ações e relatório de aprendizagem. Marketing, mídia, foto/filmagem, reportagens

Agosto

Planejamento, organização de pessoal e material. Oficinas de Navegação terrestre, manutenção de bike, Técnicas Verticais, Leitura de planílias e Canoagem. Marketing, contato com emissoras de rádios, televisão, jornais, revistas, tudo em publicidade. Contatos com autoridades locais e autorizações necessárias para os eventos

Setembro

 

Etapa Final do Olho d`’Agua em Benfica, início do projeto na prática. Oficina de iniciação de Esportes de Aventura com a comunidade. Avaliação das ações e relatório de aprendizagem. Marketing, mídia, foto/filmagem, reportagens

Outubro

Final do projeto 2016 e início do projeto 2017. Etapa surpresa do Marajó

Dezembro

Amazonia Aventura - Rua João Nunes de Souza, 146 - Águas Brancas - Ananindeua - Pará - Fone: (91) 3286-8149

 

DURAÇÃO/LOCAL:

DURAÇÃO: 03 (três) dias

MÊS: Jun 2016

DIA: Sexta feira

- Procedimentos Horas -

- Reunião (encontro): 18:00

- Início das Oficinas 18:30

- Término da Oficinas 20:30

- Vídeos ao ar livre: 20:45

- Finalização: 21:30

- Dispersão: 22:00

Os horários são aproximados

 

DIA: Sábado

- Procedimentos Horas -

- Chegada ao local 13:30

- Inicio da Corrida de Aventura Defensores da Amazônia: 14:00

- Chegada aproximada: 18:00

- Alimentação: 18:10

- Premiação: data posterior

- Finalização: 18:40

- Dispersão: 19:00

Os horários são aproximados

 

DIA: Domingo

- Procedimentos Horas -

- Reunião (encontro) e saída: 06:00

- Chegada ao local 07:00

- Hasteamento da Bandeira Nacional e do Pará 07:30

- Inicio da Corrida de Aventura: 08:00

- Chegada aproximada: 16:00

- Alimentação: 16:30

- Premiação: data posterior

- Finalização: 17:40

- Retorno: 18:00

- Ponto de partida: 18:00

- Dispersão: 18:00

Os horários são aproximados

 

 

- FUNÇÃO DAS EQUIPES

DA COORDENAÇÃO: Coordenar todas as ações práticas e teóricas, tentando suprir, resolver, intermediar, aplicar, todo e qualquer inconveniente na práxis da competição de todos os integrantes nos mais diversos tipos de atuação;

DA ASSESSORIA: ajudar, fiscalizar, interpor, sugestionar toda e qualquer dúvida, esclarecimento ou informação a coordenação. Tomando também decisões que julgue competente e intransferível.

DA ADMINISTRAÇÃO: Construir, indagar, ajudar, interpor, propor toda e qualquer ação nas áreas da equipe de auxilio, apoio, transporte (pessoal e material), objetivando o bom desempenho para a concretização da competição.

DA OPERACIONALIZAÇÃO: Construir, indagar, ajudar, interpor, propor toda e qualquer ação nas áreas da equipe de resgate, posto de controle, escoteiro, bombeiro militar, pessoal da corda, no Rapel, objetivando o bom desempenho para a concretização da competição.

DE MARKETING: Registrando e divulgando, expondo, demonstrando a atividade a ser realizada em cada etapa e as oficinas, colocando a atividade em foco principal, tendo assim, ótimos resultados;

DA PISTA DE CORDA: Fazer com que todos passem com SEGURANÇA, pois na profissionalização de tal pista, estarão crianças, adolescentes e adultos que NUNCA passaram por tal atividade. É de suma importância saber que todos ou a maior parte é inexperiente neste tipo de esporte.

CANOAGEM: : Fazer com que todos passem com SEGURANÇA, pois na travessia de tal lago, estarão crianças, adolescentes e adultos que NUNCA passaram por tal atividade. É de suma importância saber que todos ou a maior parte é inexperiente neste tipo de esporte.

ESCALADA: : Fazer com que todos passem com SEGURANÇA, pois na ESCALADA de tal pista, estarão crianças, adolescentes e adultos que NUNCA passaram por tal atividade. É de suma importância saber que todos ou a maior parte é inexperiente neste tipo de esporte.

CABO SUBMERSO: Fazer com que todos passem com SEGURANÇA, pois na travessia de tal lago, estarão crianças, adolescentes e adultos que NUNCA passaram por tal atividade. É de suma importância saber que todos ou a maior parte é inexperiente neste tipo de esporte.

- DAS MODALIDADES:

CORRIDA: quem tiver MENOS penalidades e menor TEMPO DE TODA A PISTA

- Conta quando todos tiverem largado;

- Conta quando todos tiverem chegado;

 

CAMINHADA: quem ficar em 4º, 5º e 6º Lugar na Corrida, vence a Caminhada, tendo MENOS penalidades

- Conta quando TODOS tiverem saído;

- Conta quando TODOS tiverem chegado;

 

CANOAGEM: quem fizer o menor tempo

- Conta quando todos tiverem embarcados e equipados;

- Conta quando todos tiverem desembarcados e desequipados;

 

ESCALADA: quem fizer o menor tempo na escalada (todos)

- Conta quando o primeiro começar a escalar;

- Conta quando o ultimo tiver escalado;

 

PISTA DE CORDA: quem fizer o menor tempo

- Conta quando o primeiro tiver começado a travessia;

- Conta quando o último tiver deixado a pista de corda;

 

ORIENTAÇÃO: Quem fiz